CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Roberto C M Santiago
Textos e reflexões
Textos


REGIÃO DE SALINAS TEM NOVO CENSO POPULACIONAL

O IBGE divulgou no Diário Oficial da União (DOU), dia 4/11/2010, o resultado do novo censo populacional do Brasil que ocorre a cada dez anos. O Brasil tem, hoje, 185.712.713 milhões de habitantes, crescimento de 9,37%. Minas Gerais, segundo estado mais populoso do país tem 19.159.260 habitantes, crescimento de 7,09%.
 
A Microrregião de Salinas, localizada na mesorregião Norte de Minas, possui área de 17.837,27 quilômetros quadrados sendo composta por dezessete municípios. A sua nova população é de 209.233 habitantes, 3,56% superior à população verificada no censo anterior.        
 
Ressalta-se que a evolução populacional na região foi inferior à verificada em Minas Gerais e no Brasil, o que indica expressivo êxodo populacional para outras regiões do país.
 
Os municípios de maior população são: Salinas com 39.094 habitantes (6,47%), Taiobeiras com 30.589 habitantes (10,87%), Rio Pardo de Minas com 28.657 habitantes (5,21%) e São João do Paraíso com 22.228 habitantes (5,80%).
 
Por outro lado, quatro municípios tiveram evolução populacional negativa, ou seja, a nova população é inferior à população verificada no Censo 2000. São eles: Rubelita com 7.669 habitantes (-24,81%), Fruta de Leite com 5.940 habitantes (-12,35%), Santa Cruz de Salinas com 4.396 habitantes (-8,44%) e Indaiabira com 7.285 habitantes (-1,89%). Estes municípios sofrerão perda no repasse de recursos dos governos estadual e federal de forma mais acentuada em relação aos outros municípios.
            
Entretanto, alguns municípios tiveram evolução populacional superior à média nacional (9,37%) e estadual (7,09%). São eles: Divisa Alegre com 5,881 habitantes (22,14%), Curral de Dentro com 6,893 habitantes (15,40%), Montezuma com 7.472 habitantes (13,68%) e Taiobeiras com 30.589 habitantes (10,87%).
 
Percebe-se forte fluxo migratório para outras regiões do estado e do país e até mesmo para municípios da região como Salinas e Taiobeiras, principais pólos econômicos da região. O fato é que com economias inexpressivas a maioria dos municípios da região não possui estrutura que possibilite geração de empregos e renda ao morador local. Entretanto, há uma luz no fim do túnel. Com a exploração do minério de ferro em Rio Pardo de Minas e Salinas, talvez a região como um todo encontre a médio e longo prazo um novo panorama econômico expandindo as economias locais. Se acontecer, ocorrerá a inversão do êxodo populacional, os filhos da terra retornarão, bem como outros atrás do novo eldorado do Norte de Minas: o minério de ferro.
__________
Texto de:
Roberto Carlos Morais Santiago
Enviado por Roberto Carlos Morais Santiago em 10/11/2010
Alterado em 15/08/2014
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Cachaça
HAVANINHA
A saga de Anísio Santiago continua!